O Sentido da Vida:

O SENTIDO DA VIDA: Antes da queda do homem no jardim do Éden o sentido da vida era viver o presente com o Criador.
Hoje o sentido da vida é fazer Teshuvah para garantir o futuro com Ele. (Rosh Yehudah)

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Muitos hoje em dia estão em busca de ser sábio, o que é muito bom, mas como será usada esta sabedoria? Para ajudar seus semelhantes ou tornar-se mais forte e sobressair sobre estes? ou quem sabe com isto conseguir riquezas, que também é muito bom. E como fazer um bom uso dessa riqueza? Ajudar o próximo e respeitá-lo como seu semelhante, ou menosprezá-lo por se sentir superior?
A verdade é que tudo na vida é muito competitivo e em função dessa competitividade a busca pelo saber e força se tornaram meios pelos quais conseguirá riqueza e respeito, não se importando se são realmente sábios e fortes, pois esses não são o objetivo, mas sim riqueza e respeito.
Quem não é sábio não é rico, pois o rico não tem sabedoria para contentar-se com o que tem; E quem não é forte não tem respeito pois os fortes se dominam, respeitam e são respeitados. Segue abaixo um versículo do PIRKÊ AVOT:
A quem se deve chamar SÁBIO? Aquele que aprende com todos os homens, conforme se diz: “de todos os meus mestres recebi ensinamento e os seus testemunhos são minha meditação”. A quem se deve considerar FORTE? Aquele que sabe vencer suas paixões, como se diz na escritura: “melhor é o homem paciente e sofredor do que o valente; e ainda melhor o que domina seu espírito do que o que conquista uma cidade”. A quem se deve considerar RICO? Aquele que se alegra com o que possui, como se lê: “feliz serás quando comeres o produto do trabalho das tuas mãos, e bem será para ti. Feliz serás neste mundo, e bem haverá para ti no outro mundo”. Quem é digno de RESPEITO? Aquele que respeita os seus semelhantes, como se diz: “respeitarei os que me respeitarem, e os que me desprezarem, desprezarei”.


"Aquele que aprende de seu semelhante apenas um capítulo da Torá, uma halachá, um versículo, um dito, até mesmo uma só letra, deve tratá-lo com respeito particular. Pois assim aprendemos que David, rei de Israel que, embora não tenha aprendido de Ahitofel mais do que duas regras de conduta, o chamava de "meu grande e reverenciado mestre".

Um comentário:

carlos disse...

Otima meditação. Shalom Rosh

SEJA BEM VINDO!